Notícias

28/MAR /2014Tempo seco diminui defesa do corpo contra bactérias e vírus e favorece doenças como resfriados, asmas e rinites 






O verão vai embora de repente e a época de tirar alguns casacos mais leves do armário chega. Junto com o outono, no entanto, muitos vírus e bactérias que não tinham conseguido espaço no organismo humano durante o calor, encontram um ambiente perfeito para causar doenças e desconforto na população. E os motivos para a vulnerabilidade são simples: ar seco e locais fechados.

 

 

O clínico geral e geriatra do Hospital das Clínicas de São Paulo, Paulo Camiz, explica que as vias nasais (nariz e garganta) são as mais afetadas nessa estação. “O ar fica bem mais seco e a temperatura cai, então a baixa umidade pode predispor pessoas a crises de riniteasmae, em pessoas mais sensíveis ainda, até ao sangramento nasal”, alerta.

 

 

Sob umidade baixa do ar também crescem as chances de contrair bactérias e vírus - entre elas a famigerada gripe, que chega acompanhada de febre e dores no corpo. Camiz explica que isso acontece porque as vias aéreas, por estarem mais secas, não conseguem barrar a entrada dos vírus e bactérias.

 

 

E, por mais que a gama de doenças e desconfortos seja grande, contornar o problema não é difícil, basta ter disciplina. O médico recomenda que as pessoas bebam bastante água, além de carregar a tiracolo um soro fisiológico, para lavagem nasal. “Às vezes recomendo até um soro fisiológico com um pouquinho a mais de sal, como de 3% - o padrão é de 0,9% - porque ele obriga as vias aéreas a ficarem mais úmidas”, comenta.

 

 

Os olhos também não escapam ilesos e também ficam mais secos. “O melhor colírio é a lágrima humana, mas se o olho estiver seco demais, é ideal que a pessoa passe por uma avaliação médica que indicará um medicamento que pode substituir a falta do lubrificante natural e tratar esse problema”, explica o médico.

 

 

Para a tão comum conjuntivite, o raciocínio é o mesmo. “É uma das infecções mais contagiosas que existe”, explica o médico. Lavar as mãos e evitar locais com aglomerado de pessoas ajuda a prevenir o contágio.

 

 

Quem também costuma sofrer mais nessa época são os idosos, mais frágeis por terem menos água no corpo. “Manter-se hidratado e agasalhado ajuda muito”, explica o geriatra. Além desses cuidados, é importante que sejam vacinados contra a gripe.

 

 

“Para aqueles acima de 65 anos também recomendamos a vacina contra a pneumonia, que protege contra o pneumococco. Não previne 100%, mas ajuda bastante”, explica Camiz. “Aos que têm doenças crônicas, como problemas cardíacos, pulmonares, diabetes e outros, recomendamos essa vacina antes dos 65 anos”, completa.

 

 

 

 

 

Fonte: http://saude.ig.com.br/minhasaude/2014-03-27/previna-se-das-doencas-do-outono.html

 

 

 

 

 

 

 

 

Av. Nove de Julho, 803 • Centro • Assis - SP • Informações: 0800.771.6060

 


© Sistema São Vicente Prever - Assis SP

Desenvolvimento: Key Webmarketing